"Enfim você chegou!
Respire fundo. Sorria.
Deixe suas preocupações de lado.
Receba o melhor que esse mundo tem a lhe oferecer,
afinal de contas,
você merece.

Entre e sinta-se em casa!"

A importância do perdão!

8.17.2008

Há algo mais difícil do que perdoar? Aquele perdão verdadeiro, de coração?

Confesso que eu sempre tive dificuldade de fazê-lo. Não que eu ficasse me martirizando, alimentando a raiva, o ódio ou tramando uma revanche. Mas ficava com raiva e pronto (por tempo indeterminado)!
Hoje, quando me sinto realmente insultada, costumo me afastar da pessoa por um tempo, mas não alimento a raiva. Tenho absoluta consciência de que, grande parte das pessoas que nos ofendem, o fazem sem pensar, falando demais por impulso, exagerando... se defendem por se sentirem acuadas. Sei que tem gente ruim no mundo, mas a maioria não é ruim. Só está num momento ruim. Mudei porque agora eu procuro me colocar no lugar dos outros e reconhecer que eu também erro, falo besteiras, tomo decisões erradíssimas, por estar com a cabeça quente, e procuro força, no fundo do meu coração, para não falar ou escrever algo que possa ferir os outros e, principlamente, que eu venha a me arrepender depois, porque depois de proferida a palavra, ela não tem mais volta. Mas eu erro sim. Muito. Afinal, não sou nenhuma santa, né!
É claro que esse não ficar remoendo as coisas, eu aprendi com o tempo, com as porradas da vida e com a benção de Deus, porque já fui sim muito rancorosa, mas isso me machucava mais do que me ajudava.Perdoar é necessário, porque nada ganhamos com a raiva e o ódio em nossos corações, a não ser o distanciamento de pessoas que amamos e nos amam, solidão, ou, no mínimo, uma boa úlcera, músculos tensos e, em alguns casos, até um câncer... Perdoar é essencial, principalmente se a pessoa for importante na sua vida. Não carreguem as pedras do caminho. Elas pesam demais e só darão dor nas costas de quem as carrega.

Bjo, Claudia
Imagem do google. Para completar esse post de hoje, selecionei um textinho que eu gosto muito. Leiam com atenção! A importância do perdão
O pequeno Zeca entra em casa, após a aula, batendo forte os seus pés no assoalho da casa. Seu pai, que estava indo para o quintal para fazer alguns serviços na horta, ao ver aquilo chama o menino para uma conversa.
Zeca, de oito anos de idade, o acompanha desconfiado. Antes que seu pai dissesse alguma coisa, fala irritado:
-Pai, estou com muita raiva. O Juca não deveria ter feito comigo. Desejo tudo de ruim para ele.
Seu pai, um homem simples mas cheio de sabedoria, escuta calmamente, o filho que continua a reclamar: - O Juca me humilhou na frente dos meus amigos. Não aceito. Gostaria que ele ficasse doente sem poder ir à escola.
O pai escuta tudo calado enquanto caminha até um abrigo onde guardava um saco cheio de carvão. Levou o saco até o fundo do quintal e o menino o acompanhou, calado. Zeca vê o saco ser aberto e antes mesmo que ele pudesse fazer uma pergunta, o pai lhe propõe algo:
- Filho, faz de conta que aquela camisa branquinha que está secando no varal é o seu amiguinho Juca e cada pedaço de carvão é um mau pensamento seu, endereçado a ele. Quero que você jogue todo o carvão do saco na camisa, até o último pedaço. Depois eu volto para ver como ficou.
O menino achou que seria uma brincadeira divertida e pôs mãos à obra. O varal com a camisa estava longe do menino e poucos pedaços acertavam o alvo. Uma hora se passou e o menino terminou a tarefa. O pai que espiava tudo de longe, se aproxima do menino e lhe pergunta: - Filho como está se sentindo agora? Estou cansado mas estou alegre porque acertei muitos pedaços de carvão na camisa.
O pai olha para o menino, que fica sem entender a razão daquela brincadeira, e carinhoso lhe fala: - Venha comigo até o meu quarto, quero lhe mostrar uma coisa.
O filho acompanha o pai até o quarto e é colocado na frente de um grande espelho onde pode ver seu corpo todo. Que susto! Só se conseguia enxergar seus dentes e os olhinhos. O pai, então, lhe diz ternamente: - Filho, você viu que a camisa quase não se sujou; mas, olhe só para você. O mau que desejamos aos outros é como o lhe aconteceu. Por mais que possamos atrapalhar a vida de alguém com nossos pensamentos, a borra, os resíduos, a fuligem ficam sempre em nós mesmos. (Autor desconhecido)
Cuidado com seus pensamentos; eles se transformam em palavras.
Cuidado com suas palavras; elas se transformam em ações.
Cuidado com suas ações; elas se transformam em hábitos.
Cuidado com seus hábitos; eles moldam o seu caráter.
Cuidado com seu caráter; ele controla o seu destino.
(Revista da Folha 31/01/99)

9 amigos proseando comigo!:

Sara Albuquerque 17 de ago de 2008 22:48:00  

Querida, =)
Engraçado como vc escreveu exatamente o que estava pensando hoje à noite. JUro! Fui à Igreja hoje e pensava em tudo que me aconteceu nesses últimos seis meses. POr sorte, tive vc ao meu lado, para acompanhar parte dos últimos acontecimentos. Eu estava com raiva, era fato. MUita. Fiquei arrependida de certas atitudes minhas, estava me sentindo infeliz comigo mesma, achando-me "boba" demais. E refletindo sobre uma história que minha mãe havia contado, eu cheguei a conclusão que por mais que nos façam algum mal com seus defeitos, no final, eles sempre trazem algum benefício. Aí pensei sobre perdão. Eu não consigo ficar com raiva de ninguém mesmo. (rsrs)

ahh! amei o textinho! Todos que vc colocou! Adoro você!

Márcia(clarinha) 18 de ago de 2008 15:30:00  

Pensamentos ruins nos remetem más ações, perfeito texto, lição de vida.

Perdoar é preciso, relevar também.

lindo dia, flor
beijos

Vanna 18 de ago de 2008 21:12:00  

Andas sumda querida.
Nunca fui rancorosa mas m entristecia muito c/ desconsiderações, c/ aconteceu c/ vc, hoje desvio o foco, m afasto e deixo q se eu for importante elas voltarão e reconhecerão ou não q estão agindo errado.
Bjs, lindos dias.

Cláudia Gonçalves 18 de ago de 2008 21:34:00  

Sara, Clarinha e Vanna,

que bom que passaram por aqui.

Creio firmemente em uma canção da igreja:

"FICA SEMPRE UM POUCO DE PERFUME NAS MÃOS QUE OFERECEM ROSAS E SABEM SER GENEROSAS."

Bjo. Claudia

Paula 18 de ago de 2008 22:02:00  

Cláudia, você como sempre coloca em palavras aquilo que sentimos e às vezes não expressamos com tanta clareza.

Não sei se perdoar seja o mais difícil, pois, para mim, agir por impulso é muito natural... mas tenho me esforçado para mudar, assim como você!

beijos

Bonequinha de Luxo 19 de ago de 2008 11:38:00  

Oi,amiga
Que lindo texto!
Eu aprendi com a vida que guardar rancor faz mais mal a quem o faz..por isso procuro esquecer e rezar para quem me magoa!!
Creio muito na lei de causa e efeito ,por isso deixo tudo para que o Universo resolva..
beijos

ro_card 21 de ago de 2008 22:29:00  

Querida,
Que agradável é passear por teus posts. Gostei muito do que li, tu escreves muito bem.
Valeu fazer essa visita em retribuição a teu comentário sobre FILHOS. Estou descobrindo essa delícia neste último ano, pois nesse prazo eu tive 2 filhos. Um adolescente de 11 anos (meu anjo e um gatão) e a 52 dias estou descobrindo o encanto da maternidade biológica, já que o meu primogênito é do coração.
Sobre o perdão, isso é bem difícil, mas com muita oração esse sentimento brota do coração.
Um abraço e bom findi,
Rosane!!!!

Paula 22 de ago de 2008 19:04:00  

Cláudia, deixei uma lembrancinha para você lá no blog! Passa lá para pegar!

beijos

Menina mãe ♥ 23 de ago de 2008 13:40:00  

Poxa Cláudinha que ensinamento o seu post de hj.
valeu muuuito pelas palavras tava precisando, precisando aprender um pouquinho sabe?
beijão bom fim de semana.

Blog Widget by LinkWithin

Eu creio.

Creio, com toda a minha alma, que o meu Deus está no comando de cada ato, gesto, acontecimento, sentimento, pessoa ou coisa, que entra ou sai da minha vida. Ele cuida de mim, e dos meus, o tempo todo, e sou infinitamente grata a Ele por isso.

"O bom de não sabermos todas as coisas é existir alguém que sabe. O melhor de tudo isso é que mesmo sem entender, encostando o ouvido no lugar certo, mesmo numa noite muito escura, a gente vai escutar suas respostas." Lya Luft

Meu selo!

ImageChef.com - Custom comment codes for MySpace, Hi5, Friendster and more
http://maisprosadoqueverso.blogspot.com
Loading...