"Enfim você chegou!
Respire fundo. Sorria.
Deixe suas preocupações de lado.
Receba o melhor que esse mundo tem a lhe oferecer,
afinal de contas,
você merece.

Entre e sinta-se em casa!"

O tempo não pára mesmo... parte 2

5.20.2008

Continuando a nossa prosa, hoje vou escrever sobre a evolução pela qual passamos nos últimos anos, tecnologicamente falando. Me lembro perfeitamente de um caminhão chegando na porta da minha casa, quando meus pais compraram a primeira televisão colorida e a primeira radiola (isso mesmo, radiola...), que tinha um rádio enorme de um lado com um botãozão que ficavámos tentando sintonizar e o toca-discos de vinil do outro... Nossa! Que coisa maravilhosa... Eu nem imaginava o que estava por vir. Quem, nos anos 70, pensava em CD, DVD, Celular, Internet, Satélite... e TV Digital, então? A Internet revolucionou o mundo mesmo... tudo circula numa velocidade impressionante e a tecnologia tem que correr muito para alcançar os desejos da população, bem como para inovar.
Também é preciso lembrar das gírias... Os que chamávamos de CDF, agora são os NERDS... Os malandros? Bad Boys... Gírias como: é massa, caracas, tá lascado, bicho, pô cara, foram substituídas por outras como véi, é do caralho, fudeu, escroto, e outras tão esquisitas, feias e sem sentido, que nem vou citar aqui. Uma vez levei um tapace na boca porque falei: - "falou bicho!", pro meu pai.Pensa se fizermos isso hoje com nossos filhos? Impossível. Precisamos sim, impor limites, mas é necessário reconhecer e aceitar que essa é a "língua" da turma de hoje (muito esquisita, por sinal).
Com tudo isso, eu sou obrigada a concordar com a "galera": realmente, eu sou agora Dona Cláudia (e não mais a Claudinha, o que quer dizer: estou ficando velha!!!!), porque não consigo me acostumar a isso. Gente, toda vez que converso com um dos meus filhos, de 13 e 10 anos no MSN, é uma confusão (kkkkkkkkkk). Corrijo-os o tempo todo. É um tal de blz, tdbm, pow cara, falow, tamuaí, que me irrita!!! Mas eles explicam que é papo de adolescente... que se escreverem certinho, serão taxados de NERD... acredita? E pior, afirmam que os NERDS são excluídos de tudo. Como pode? Fico danada da vida, explico que escrever certo é obrigação e não vergonha para ninguém. Mas não adianta... o bate-papo na internet é o maior inimigo da Língua Portuguesa. Se não tomarmos cuidado, eles vão fazer as redações em gírias... já pensou?
Lembro-me bem quando minha irmã caçula ganhou um video-game. Era tão difícil jogar! E mais difícil ainda era deixar as brincadeiras de rua, com os amigos, para ficar ali, parada, na frente de uma tv, jogando sozinha... Hoje, minha filha, de 6 anos, daria show naquele joguinho e, como eles dizem, acharia muito "páia". Eles querem velocidade, luta, guerras, montar verdadeiros cenários e estilos de vida em The Sims, Barbie, Crash (e olhe lá?!)etc. É uma luta para tirar essa meninada de hoje, da frente de um computador ou do video-game. Aqui em casa, proibimos um tal de GTA. Achamos o jogo muito violento. Esses dias recebi um monte de telefonemas dos colegas deles dizendo que não tinha nada haver. Que GTA é muito legal. Meu filho me disse: Mãe, você acha que eu vou virar ladrão? Fiquei pasma, olhando pra ele!!! Aí, sou obrigada a dizer de novo: PÁRE O TREM QUE EU QUERO DESCER!!!!!!!! Por hoje fico por aqui... mas essa prosa continua... Beijos em prosa. Texto escrito e postado por Cláudia - Fotos do Google

2 amigos proseando comigo!:

Paula Basques 20 de mai de 2008 20:18:00  

Pois é, vejo essa meninada de hoje e sinto por elas... Minha infância foi na rua, brincando, pegando sol, crescendo correndo... Aí em Brasília principalmente!

Muito legal o post!

beijo

Suave Toque 21 de mai de 2008 20:57:00  

Está terrível mesmo a alfabetização via internet. Fui ver uma redação da minha filha fiquei pasma, tudo abreviado, numa linguagem absurda.
Vim convida-la a conhecer um novo espaço.

www.toquedeestrela.blogspot.com

Beijos

Suave Toque

Blog Widget by LinkWithin

Eu creio.

Creio, com toda a minha alma, que o meu Deus está no comando de cada ato, gesto, acontecimento, sentimento, pessoa ou coisa, que entra ou sai da minha vida. Ele cuida de mim, e dos meus, o tempo todo, e sou infinitamente grata a Ele por isso.

"O bom de não sabermos todas as coisas é existir alguém que sabe. O melhor de tudo isso é que mesmo sem entender, encostando o ouvido no lugar certo, mesmo numa noite muito escura, a gente vai escutar suas respostas." Lya Luft

Meu selo!

ImageChef.com - Custom comment codes for MySpace, Hi5, Friendster and more
http://maisprosadoqueverso.blogspot.com
Loading...