"Enfim você chegou!
Respire fundo. Sorria.
Deixe suas preocupações de lado.
Receba o melhor que esse mundo tem a lhe oferecer,
afinal de contas,
você merece.

Entre e sinta-se em casa!"

Canção dos Homens.

6.14.2008

Estive pensando em como venho falando apenas das necessidades, alegrias, tristezas, cansaço, amores e etc, das mulheres. Não que nós não mereçamos essa atenção, mas hoje, para dar a eles o devido valor, quero falar sobre HOMENS. Esses homens explêndidos que nos amam, cuidam de nós, nos aguentam nas nossas crises de TPM, de choro, de carência, de dor, de amor. Esses homens, únicos, que não entendem nossas atitudes e comportamentos, nossa alegria e melancolia, nossa infinita vontade que eles adivinhem o que estamos pensando, sentindo ou nos faltando... mas nos amam, mesmo assim. Hoje, o meu espaço é desses homens, tão importantes em minha vida: Meu pai, meu marido, meus filhos, meus amigos. Obrigada meus amores, por tudo. Boa leitura!

CANÇÃO DOS HOMENS por Lya Luft (claro!)

"Que quando chego do trabalho ela largue por um instante o que estiver fazendo - filho, panela ou computador - e venha me dar um beijo como os de antigamente.

Que quando nos sentarmos à mesa para jantar ela não desfie a ladainha dos seus dissabores domésticos. E se for uma profissional, que divida comigo o tempo de comentarmos nosso dia.

Que se estou cansado demais para fazer amor, ela não ironize nem diga que "até que durou muito" o meu desejo ou potência.

Que quando quero fazer amor ela não se recuse demasiadas vezes, nem fique impaciente ou rígida, mas cálida como foi anos atrás.

Que não tire nosso bebê dos meus braços dizendo que homem não tem jeito pra isso, ou que não sei segurar a cabecinha dele, mas me ensine docemente se eu não souber.

Que ela nunca se interponha entre mim e as crianças, mas sirva de ponte entre nós quando me distancio ou me distraio demais.

Que ela não me humilhe porque estou ficando calvo ou barrigudo, nem comente nossas intimidades com as amigas, como tantas mulheres fazem.

Que quando conto uma piada para ela ou na frente de outros, ela não faça um gesto de enfado dizendo "Essa você já me contou umas mil vezes".

Que ela consiga perceber quando estou preocupado com trabalho, e seja calmamente carinhosa, sem me pressionar para relatar tudo, nem suspeitar de que já não gosto dela.

Que quando preciso ficar um pouco quieto ela não insista o tempo todo para que eu fale ou a escute, como se silêncio fosse falta de amor.

Que quando estou com pouco dinheiro ela não me acuse de ter desperdiçado com bobagens em lugar de prover minha família.

Que quando eu saio para o trabalho de manhã ela se despeça com alegria, sabendo que mesmo de longe eu continuo pensando nela.

Que quando estou trabalhando ela não telefone a toda hora para cobrar alguma coisa que esqueci de fazer ou não tive tempo.

Que não se insinue com minha secretária ou colega para descobrir se tenho amante.

Que com ela eu também possa ter momentos de fraqueza e de ternura, me desarmar, me desnudar de alma, sem medo de ser criticado ou censurado: que ela seja minha parceira, não minha dependente nem meu juiz.

Que cuide um pouco de mim como minha mulher, mas não como se eu fosse uma criança tola e ela a mãe, a mãe onipotente, que não me transforme em filho.

Que mesmo com o tempo, os trabalhos, os sofrimentos e o peso do cotidiano, ela não perca o jeito terno e divertido que tanto me encantou quando a vi pela primeira vez.

Que eu não sinta que me tornei desinteressante ou banal para ela, como se só os filhos e as vizinhas merecessem sua atenção e alegria.

E que se erro, falho, esqueço, me distancio, me fecho demais, ou a machuco consciente ou inconscientemente, ela saiba me chamar de volta com aquela ternura que só nela eu descobri, e desejei que não se perdesse nunca, mas me contagiasse e me tornasse mais feliz, menos solitário, e muito mais humano."

17 amigos proseando comigo!:

Lia Noronha 14 de jun de 2008 13:25:00  

Te encontrei na Patty e vim conhecer td por aqui!!
Adorei ,Claudia!
Abraços diretamente do meu Cotidiano.

Bonequinha de Luxo 14 de jun de 2008 14:15:00  

Bela homenagem,Cláudia!!

Tb adoro "meus homens" rsrs

bjs

Marisa 14 de jun de 2008 16:00:00  

Olá,Cláudia
Obrigada pela visita...

Adorei seu post...
Sabe,também creio que nós,mulheres temos que ter mais cuidado com 'nossos' homens...
Afinal,por mais que não queiramos admitir,eles são mais cobrados pela Vida...as vezes me emociono,quando percebo o quanto há mulheres que não os compreendem...e cobram ...cobram..põe os homens loucos..

Parabéns pela lembrança.

Vou ligar seu Blog,tá?
bjs

Marisa 14 de jun de 2008 16:01:00  

ops....linkar rsrssr

Cadinho RoCo 14 de jun de 2008 20:52:00  

Penso que o grande segrecdo está é em abrir permissão para o amor e a partir daí, tudo acontece.
Cadinho RoCo

Rita Costa 15 de jun de 2008 01:18:00  

Olá, querida! Esse texto esta ótimo viu. Seu blog é sempre bem recheado. Parabéns! Vim apreciar mas também avisar que tem um recadinho pra vc em meu blog ok. Te espero por lá! Beijus

Cumpanheira Lila 16 de jun de 2008 12:36:00  

Chefeee,

Seu blog tbm é otimo, gosto muito de todos os seus posts.
Concordo com o seu texto, não podemos só criticar nossos homens mais tbm temos que elogia-los! Afinal eles tbm gostam de se sentir importantes.

Márcia(clarinha) 16 de jun de 2008 14:32:00  

Tão gostoso quando homens fazem parte da nossa vida com leveza e amor, gostoso sabê-los próximos, amantes, amigos, queridos e indispensáveis em nossos momentos.
Também vivo cercada deles, só de filhos são quatro[sim, todos homens];)
dias lindos, flor
beijos

Evandro Varella 16 de jun de 2008 19:20:00  

Ei Cláudia,

Conheci seu blog a partir do blog da Paula "Depois de segunda, é terça?" e como andei falando por lá, seus textos são mesmo ótimos.

Minha irmã que costuma ser bem ácida, diz que homens em geral tem muitas utilidades além das triviais como por exemplo abrir potes, trocar lâmpadas, consertar as coisas, levar o carro pra revisão etc.

Enfim, é ótimo a gente ouvir de vez em quando que temos mais algumas utilidades!!!

Abraços

Vavá

Paula Basques 16 de jun de 2008 21:12:00  

Cláudia,

super legal o texto! Muitas vezes nós apenas reclamamos e não pensamos nas situações dos nossos homens!

beijos

Patty 17 de jun de 2008 10:56:00  

Maravilha de texto, Claudia!

Pelo visto somos fãs da Lya Luft....rss

Beijossss

Cláudia - Mais prosa do que verso! 17 de jun de 2008 13:59:00  

E tem como não ser fã de Lya Luft?
Tenho todos os livros dela e não me canso de me maravilhar com sua inteligência no escrever.

Bjo. Claudia

Sara Albuquerque 17 de jun de 2008 19:10:00  

Lya... humrum! Sempre arrasa! ^^

Presença de homens em minha vida foram mais de amigos. Apesar de uma família imensa, a maioria pertence ao grupo feminino. Mas de todos os Amigos que passaram em meu caminho, tenho que admitir: dignos de todo o respeito. Alguns mais misteriosos, outros mais extrovertidos, mas sempre com aquele jeito sincero de querer ajudar em todas as situações, mesmo que só com um abraço mais apertado de carinho ou um atrapalhado jogo de palavras para nos ver sorrindo. :)

Mesmo, às vezes, tão desajeitados, tão descumpridores de horário e tão mal equilibristas, ainda são meus personagens favoritos de super-herói. ^^

Lindo post, Claudinha!

Estrela do Sul 17 de jun de 2008 22:02:00  

Bem, tinhamos aqui pano para mangas. Penso que o cobrar actualmente é de parte a parte. Ficamos por aqui, porque eu conheço muitos casamentos, que deram em nada porque os homens cobraram demasiado das mulheres.
Mas adorei ler o texto. Está muito profundo.

"Amizade verdadeira é
difícil de encontrar,
díficil de largar e,
impossível de esquecer"

Uma óptima semana

Bjinho amigo

Mario Rodrigues

Em espaço de partilha:
http://toquedeestrela.blogspot.com
http://sensualidadeemletras.blogspot.com

Rafiki 18 de jun de 2008 11:40:00  

Não que eu apenas sofra, mas é por guardar do mundo o meu sofrimento que preciso expor em palavras.E não deixo de concordar com você, realmente os jovens de hoje parecem que só sabem sofrer, sem saber porque sofrem...

"É melhor ser alegre que ser triste
Alegria é a melhor coisa que existe
É assim como a luz no coração

Mas pra fazer um samba com beleza
É preciso um bocado de tristeza
É preciso um bocado de tristeza
Senão, não se faz um samba não"


(Vinicius de Moraes / Baden Powell)

Enquanto a canção, pretendo enviar para minha namorada e talvez fazer dela um oração minha, um mantra quem sabe?

Rita Costa 18 de jun de 2008 18:07:00  

Claudia,.. não tem pressa ok.
Eu mesma ainda não tive tempo de postar o selo acredita?
Mas adorei seu mimo e vou logo que possivel viu.
Obrigada pela participação querida. beijinhos

Poesia! 20 de jun de 2008 14:52:00  

bom dia!
gosto muito do sua pagina!
sou adm. do blog “o fogo anda comigo”(thefirewalkswithme.blogspot.com).
o blog tem como ideal um SARAU AMPLIFICADO onde TODOS divulgam suas ideias e, o principal, poemas.
gostaria de ser um parceiro seu!
OBRIGADO!
ofogoandacomigo@yahoo.com.br

Blog Widget by LinkWithin

Eu creio.

Creio, com toda a minha alma, que o meu Deus está no comando de cada ato, gesto, acontecimento, sentimento, pessoa ou coisa, que entra ou sai da minha vida. Ele cuida de mim, e dos meus, o tempo todo, e sou infinitamente grata a Ele por isso.

"O bom de não sabermos todas as coisas é existir alguém que sabe. O melhor de tudo isso é que mesmo sem entender, encostando o ouvido no lugar certo, mesmo numa noite muito escura, a gente vai escutar suas respostas." Lya Luft

Meu selo!

ImageChef.com - Custom comment codes for MySpace, Hi5, Friendster and more
http://maisprosadoqueverso.blogspot.com
Loading...