"Enfim você chegou!
Respire fundo. Sorria.
Deixe suas preocupações de lado.
Receba o melhor que esse mundo tem a lhe oferecer,
afinal de contas,
você merece.

Entre e sinta-se em casa!"

TODO CASAL DEVERIA LER (se possível, agora!)

6.06.2008

Li essa crônica, LINDA e VERDADEIRA, no blog Fábrica de Palavras, da Sara (que é tudo de bom) e, com o apoio e concordância dela, o transcrevi aqui. Eu leio muito e, confesso, que nunca tinha lido algo que se encaixasse tão certo para o casamento (e olha que sou casada há 14 anos)!
Então, casais, leiam, aprendam e aproveitem o hoje, porque amanhã pode ser tarde demais.

Escrito por Artur da Távola

"Por mais que o poder e o dinheiro tenham conquistado
uma ótima posição no ranking das virtudes,
o amor ainda lidera com folga.

Tudo o que todos querem é amar.

Encontrar alguém que faça bater forte o coração
e justifique loucuras. Que nos faça entrar em transe,
cair de quatro, babar na gravata.
Que nos faça revirar os olhos, rir à toa, cantarolar dentro de
um ônibus lotado. Tem algum médico aí??
Depois que acaba esta paixão retumbante, sobra o que?
O amor.

Mas não o amor mistificado, que muitos julgam ter

o poder de fazer levitar.
O que sobra é o amor que todos conhecemos,
o sentimento que temos por mãe, pai, irmão, filho.
É tudo o mesmo amor, só que entre amantes existe sexo.

Não existem vários tipos de amor, assim como não existem

três tipos de saudades, quatro de ódio, seis espécies de inveja.
O amor é único, como qualquer sentimento,
seja ele destinado a familiares, ao cônjuge ou a Deus.

A diferença é que, como entre casados não há laços de sangue,

a sedução tem que ser ininterrupta.
Por não haver nenhuma garantia de durabilidade,
qualquer alteração no tom de voz nos fragiliza,
e de cobrança em cobrança acabamos por sepultar
uma relação que poderia ser eterna.
Casaram.
Te amo prá lá, te amo prá cá.
Lindo, mas insustentável.

O sucesso de um casamento exige mais do que

declarações românticas.
Entre duas pessoas que resolvem dividir o mesmo teto,
tem que haver muito mais do que amor,
e às vezes nem necessita de um amor tão intenso.

É preciso que haja, antes de mais nada, respeito.

Agressões zero. Disposição para ouvir argumentos alheios.
Alguma paciência. Amor, só, não basta.
Não pode haver competição. Nem comparações.

Tem que ter jogo de cintura para acatar regras

que não foram previamente combinadas.
Tem que haver bom humor para enfrentar imprevistos,
acessos de carência, infantilidades.
Tem que saber levar. Amar, só, é pouco.

Tem que haver inteligência.

Um cérebro programado para enfrentar tensões pré-menstruais,
rejeições, demissões inesperadas, contas pra pagar.

Tem que ter disciplina para educar filhos,

dar exemplo, não gritar.
Tem que ter um bom psiquiatra.
Não adianta, apenas, amar.

Entre casais que se unem visando a longevidade do matrimônio

tem que haver um pouco de silêncio, amigos de infância,
vida própria, um tempo pra cada um.
Tem que haver confiança. Uma certa camaradagem,
às vezes fingir que não viu, fazer de conta que não escutou.

É preciso entender que união não significa, necessariamente,

fusão. E que amar, "solamente", não basta.
Entre homens e mulheres que acham que o amor é só poesia,
tem que haver discernimento, pé no chão, racionalidade.

Tem que saber que o amor pode ser bom,

pode durar para sempre, mas que sozinho não dá conta do recado.
O amor é grande mas não é dois.
É preciso convocar uma turma de sentimentos
para amparar esse amor que carrega o ônus da onipotência.
O amor até pode nos bastar, mas ele próprio não se basta.
Um bom Amor aos que já têm!
Um bom encontro aos que procuram!
E felicidades a todos nós!"

Bjos.

6 amigos proseando comigo!:

Suave Toque 6 de jun de 2008 13:13:00  

Pena sque os casais não tenham mais tempo de fazerem leituras juntos.

"Viver é sentir que nem tudo está perdido.
É olhar dentro de si e descobrir algo que se chama coragem.
Coragem para fazer de um simples detalhe uma imensa razão de viver."

Passando para desejar um feliz final de semana

Beijos

Suave Toque

ZezinhoMota 6 de jun de 2008 17:26:00  

É impressionante este texto e tens toda a razão por veres nele como se um hino ao casamentos e a todos os sentimentos deve conter.

Bonito.

Bom fim de semana.

Bjnhs

ZezinhoMOTA

Marcos Costa Melo 6 de jun de 2008 23:53:00  

Ótimo texto, mas infelizmente acho que a maioria não põe em prática. Recentemente, o IBGE divulgou que o casamento mais duradouro do Brasil era o gaúcho, que mesmo assim durava, em média, doze anos.

Eu estou praticando há quatro anos e meio. Por enquanto, estou bem!

abs

Patrycia 7 de jun de 2008 09:25:00  

Amiga Clau!

Primeiro, quero dizer que o post no meu blog não foi uma reclamação ou nada aprecido. Aproveitei o ponto para levantar uma questão, pois essa semana levei três "cobradas" por não ter postado mais nada rsrs.

Quanto ao texto de Artur da Távola, é belo, eu já o conhecia e já que você gostou, vou te passar um texto dele sobre "O que é ser pai" que é de fazer chorar de tão lindo. A questão é, a mulher tem toda essa preocupação de, ao menos tentar, por em prática tudo isso, mas o homem não "alcança" tal nível. Salvo um ou outro "ser iluminado", o resto não tem essa sensibilidade.

Infelizmente o dia-a-dia de um casamento não é vivenciado dessa forma e nós sabemos, e como, que só amor não basta. Ele é o ponto de partida, o primeiro ingrediente, mas no decorrer do caminho, outros ingredientes, tão ou mais importantes, vão sendo necessários para que a "receita" dê certo.

Bjo, Amiga!! E saiba que sinto-me muito feliz em saber que contribuí com seu blog, porém não fiz muita coisa. Quem está dando essa "cara" tão legal a ele é você! E isto é um mérito só seu!!

Patty

Odete Aragão 7 de jun de 2008 11:24:00  

Cláudia,
gostei muito dos seus escritos. Achei tudo lindíssimo. Você parece ser uma pessoa muito pura, maravilho. Foi um forte prazer para mim você entrar no meu blog. Espero que Deus lhe ajude com mais inspiração porque é muito lindo ler seus escritos. Gostei demais. Adorei.
Também estou linkando você. Obrigada.
Um beijo forte de Odete Aragão.
www.odetearagao.com

 Menina mãe! 7 de jun de 2008 12:42:00  

Descrição perfeita para o casamento: é Lindo mas insustentável, não basta só o amor tem muito mais em jogo.
Ótimo post Cláudia, e eu que só tenho 5 anos, vc já com 14, um dia chego lá seguindo o q diz o post rsrs!!
Bjos!

Blog Widget by LinkWithin

Eu creio.

Creio, com toda a minha alma, que o meu Deus está no comando de cada ato, gesto, acontecimento, sentimento, pessoa ou coisa, que entra ou sai da minha vida. Ele cuida de mim, e dos meus, o tempo todo, e sou infinitamente grata a Ele por isso.

"O bom de não sabermos todas as coisas é existir alguém que sabe. O melhor de tudo isso é que mesmo sem entender, encostando o ouvido no lugar certo, mesmo numa noite muito escura, a gente vai escutar suas respostas." Lya Luft

Meu selo!

ImageChef.com - Custom comment codes for MySpace, Hi5, Friendster and more
http://maisprosadoqueverso.blogspot.com
Loading...